Dia Mundial de Combate a Aids

Conheça o vírus HIV e saiba mais sobre a Aids

 

 

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da Aids, ele ataca o sistema imunológico,

responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

 

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença, mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

 

Biologia

 

O HIV é um retrovírus classificado na subfamília dos Lentiviridae. Esses vírus compartilham algumas propriedades comuns: período de incubação prolongado antes do surgimento dos sintomas da doença, infecção das células do sangue e do sistema nervoso e supressão do sistema imune.

 

Assim pega:

Sexo vaginal sem camisinha;

Sexo anal sem camisinha;

Sexo oral sem camisinha;

Uso de seringa por mais de uma pessoa;

Transfusão de sangue contaminado;

Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação;

Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

 

Assim não pega:

Sexo desde que se use corretamente a camisinha;

Masturbação a dois;

Beijo no rosto ou na boca;

Suor e lágrima;

Picada de inseto;

Aperto de mão ou abraço;

Sabonete/toalha/lençóis;

Talheres/copos;

Assento de ônibus;

Piscina;

Banheiro;

Doação de sangue;

Pelo ar.

 

 

Principais sintomas da AIDS

 

Os principais sintomas da AIDS só se manifestam se a pessoa não realizar nenhum tratamento contra o vírus, surgindo cerca de 8 a 10 anos após a contaminação com o HIV ou em certas situações, nas quais o sistema imunológico está fraco e debilitado. Assim, os sintomas podem ser:

 

  • Febre persistente;

  • Tosse seca prolongada e garganta arranhada;

  • Suores noturnos;

  • Inchaço dos gânglios linfáticos durante mais de 3 meses;

  • Dor de cabeça e dificuldade de concentração;

  • Dor nos músculos e nas articulações;

  • Cansaço, fadiga e perda de energia;

  • Rápida perda de peso;

  • Candidíase oral ou genital que não passa;

  • Diarreia por mais de 1 mês, náusea e vômitos;

  • Manchas avermelhadas e pequenas bolinhas vermelhas ou feridas na pele.

 

Estes sintomas, geralmente, surgem quando o vírus do HIV está presente em grandes quantidades no organismo e as células de defesa apresentam número muito baixos em comparação com um indivíduo adulto saudável. Além disso, nessa fase, na qual a doença apresenta sintomas, geralmente surgem doenças oportunistas como hepatite viral, tuberculose, pneumonia ou toxoplasmose, por exemplo, pois o sistema imunológico encontra-se fraco e debilitado, mas cerca de duas semanas, depois de ter entrado em contato com o vírus HIV, a pessoa pode apresentar sintomas que passam desapercebidos, como febre baixa e mal-estar.

 

Fonte: Ministério da Saúde e Blog Tua Saúde

Please reload

Notícias recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Tags